quinta-feira, janeiro 05, 2012

Aos interessados no Tema Dinheiro um Assunto Espiritual.

 Muitos usam conferencias para convencer o povo a respeito da entrega de dinheiro, vendendo livros, cds, dvds, palestras sobre finanças,  dando a entender que Dinheiro é um Assunto Espiritual.
Vou transcrever parte do assunto copiando de um site que esclarece o tema.
Os defensores do dizimo usam ABRAAO pra justificar a entrega de dizimo.
 Pergunto: Quantas vezes Abraão entregou dizimo? SO UMA!!
Pergunto: Abraão entregou dizimo do que era dele? NAO!!! Entregou dizimo do que trouxe quando foi resgatar seu sobrinho Ló.
Pergunto: Onde tá escrito que ISAQUE deu dizimo?  EM LUGAR NENHUM!!
Pergunto: Jacó deu dizimo? NÃO!!! Ele prometeu mas nao vemos ele cumprindo esse VOTO DE DIZIMAR!!!!
Pergunto: Jesus defendeu a entrega de dizimos: SIM, para os judeus e principalmente pra corja que achava que entregar dizimo era sinonimo de espiritualidade. E ele disse isso prum fariseu, um hipocrita. Mas disse ainda que o cara deveria exercitar a misericordia, ja que queria demonstrar santidade.
E por ai vai o tema.
Quem quizer saber mais sobre esse assunto, acesse www.maldicaododizimo.zip.nethttp://www.maldicaododizimo.zip.net/">www.maldicaododizimo.zip.net>.


Agora, sim, vao acabar comigo. Mas nao me importo.

de Olivera

quinta-feira, setembro 22, 2011

ESTE SITE FOI SABOTADO, INVADIDO POR HACHER.

Somente a uma pessoa interessa a eliminaçao ou condiçao de site suspeito quanto a este site.

Rabo preso dá nisso. Sabotar a verdade.



AH, SATANÁS..... VADE RETRO.

Ozéas de Olivera

terça-feira, maio 11, 2010

PARA O BEM DE MINHA SAUDE ESPIRITUAL

ESTOU RETIRANDO DO AR AS PUBLICAÇOES QUE FAZIA EM MEUS SITES.

AOS POUCOS SERAO EXCLUIDAS. PARA O MEU BEM,
PARA O BEM DE DETERMINADO IRMAO,
 E PELA NOSSA MAE!

quinta-feira, outubro 18, 2007

nmnmnm

nmnmmnOzéas de Olivera

quarta-feira, janeiro 10, 2007

.

Bem vindos ? minha pagina.


Ozéas de Olivera

segunda-feira, janeiro 01, 2007

Conferencista arrogante deveria usar o que alega saber e ter aprendido em sua carreira (curta) de servidor público do alto escalão do governo<

Tem certas pessoas que negam o que dizem ser.


Tem um certo conferencista que em seus livretos apresenta-se como alguém que trabalhou no alto escalão do Governo Federal (Presidência da República) e no Governo Estadual (Governo do Distrito Federal – Câmara Legislativa) , mas esquece-se que a burrocracia é uma prática que segue alguns tramites e requer prazo para que determinados procedimentos sejam atendidos. De que adiante tanta experiência e “ter amigos influentes nos órgãos públicos”, saber lidar com público (como conferencista), se dizer “pastor” (exemplo de serenidade), ser “Juiz arbitral” e esquecer o tramite administrativo? Vai ser assim lá longe!!! É arrogância e ignorância demais para uma pessoa só. A administração pública não é seu carro (o de quem quer que lhe empreste), que ele dirige e faz o que bem quer, inclusive violando as leis.
Com todo respeito aos artistas, mas esse tipo de gente publicamente é vista como se fosse um

Em 2006 tentaram até contra minha vida...


Finalmente um novo ano se inicia, e novas expectativas surgem diante de mim.No ano passado enfrentei muita dificuldade, pois me mantive firme no meu propósito de postar-me como Atalaia, no que se refere a certo sujeito que insiste em manter-se sustentado pelo povo de Deus ensinando o que não funciona na vida dele. O apóstolo Paulo recomendou que “sede meus imitadores como eu sou imitador de Cristo!”. Aí está o segredo da vida cristã. Tem gente que insiste em pregar, ensinar e dar a entender que é uma pessoa vitoriosa, mas depende do nome dos outros, bens dos outros, crédito dos outros, veículos no nome dos outros. Esse tipo de dependência é classificado como parasitismo. A bíblia nos recomenda que não vivamos de aparência, que vivamos a verdade, tendo Paulo dito que nossa vida é um livro aberto. O que vemos é que esse tipo de gente que vive às custa de igrejas, que não pode obter determinado bens e acessos por ter seu nome sempre em situação duvidosa e desprovido de crédito é estar vivendo um falso cristianismo. Podem até alegar possuir algum bem, mas foram adquiridos de forma independente de sua credibilidade. O fato de fazerem isso ou aquilo não justifica a posse de credibilidade, e sim acesso a instituições através de pessoas que não tem conhecimento profundo do passado dela. É muito fácil criar um produto e apresenta-lo de forma espetacular, mas que o próprio criador não vê a eficiência do produto em sua vida.
Muitas pessoas me aconselharam a deixar de mão essa labuta no sentido de alertar igrejas e pastores a respeito desse parasita, alegando que o Senhor Jesus tomará as providencias. Seu eu fizer isso terei que rasgar umas partes de minha bíblia, onde escritores do passado escreveram alertando contra esse tipo de gente. Eu lamentavelmente não posso citar nomes, pois pensando que estava lidando com gente que tem temor de Deus ou sentimento de decência, tendo escrito textos, cartas, alertas diversos, citando o nome e assinando eu as minhas denuncias: o resultado disso foi que o endemoninhado moveu seis processos contra mim, e contra meu pai. Demônio, demônio puro é o que está movendo a vida dessas pessoas que não sabem trabalhar para se sustentar e buscam uma forma de obter reconhecimento de pessoas, igrejas e pastores, e assim garantir seu sustento.
Em suas igrejas mal aparecem, apesar de manterem a posição de “pastor presidente”. Para desvincular seu nome de sua “seita”, mudam frequentemente o nome, pois os escândalos são tão freqüentes que ficam ligados á igreja. Se a igreja muda de nome, ameniza o descrédito dele.
Foram muitas ameaças, tendo a ultima delas sido várias ligações para minha esposa acusando-me de ter um filho resultante de uma relação extraconjugal. Como se trata de pessoa que acompanha meus escritos neste site, tomaram ciência de uma condição que me impede de ser pai, e assim a mascara caiu.
Meu pai me escreveu a carta publicada abaixo, me informando que um sujeito oriundo dele disse-lhe que iria me colocar na cadeia. O tal sujeito afirmou no passado que iria me separar de minha esposa, fazer-me perder o emprego e ou colocar-me na cadeia. Tentou as três possibilidades, mas como esse filho de satanás trabalha com a mentira, nada disso conseguiu, tendo sido vitorioso somente por ter conseguido em juízo que eu não faça nenhuma menção de seu nome em algum escrito ou verbalmente de forma pejorativa ou expondo-o de forma a comprometer sua suposta idoneidade.Minha esposa foi seguida, foi perturbada por telefone; fui ameaçado por e-mail a remover todas as informações que tenho publicado de forma a não prejudica-lo. Mas o diabo, como esse sujeito mesmo disse num programa de uma rádio pirata que ele montou e que resultou na detenção dele pela Policia Federal: o diabo é teimoso: ele cai e levanta para cair de novo. Essa é a vida desse cara. Chegou a ameaçar-me de estar seguindo a família dele. Diante de tantas pessoas que andam á procura dele, isso justifica tanta troca de carro.
O hino abaixo é um resumo do que passei no decorrer do ano que findou.=====================================================================================
Passei por provações, quase vi tudo terminar.
tristeza logo veio em meu olhar.
Me senti sozinho no meu caminhar.
Achei que Jesus não me olhava mais,
mas mesmo assim nEle eu só pensei, pois para sempre será o meu Rei
e assim força eu encontrei.

Tentaram me parar mas prossegui!Tentaram me calar mas eu louvei!Juraram até pra me ver no chão...Tentaram ate contra a minha vida.
Mas Deus com suas mãos me segurou, Debaixo das Suas asas me guardou Me deu força e coragem, me renovou.Mais firme do que nunca hoje estou!


Se estais em provações e até pensas em parar, Não podes no caminho desanimar.Os seus inimigos têm que envergonhar, Pois querem ver sua vida fracassar.Vamos unir as mãos em oração e cantar o hino da vitória em alta voz.Jesus já venceu por nós.

span>
=====================================
Finalmente, até onde se sabe esse sujeito não tem mais acesso a determinada igrejas, gabinetes políticos, empresas, residências graças a esses alertas. A maior prova de fracasso dele foi durante as eleições, quando recebeu uma quantia considerável para fazer uma recepção em sua igreja para promover um candidato evangélico. No dia do evento, o candidato chegou e sequer desceu, pois o sujeito somente conseguiu aproximadamente 30 pessoas nessa recepção. É fracasso total. Sua seita só não fechou ainda por estar sob o pastorado de outra pessoa a quem ele deu o titulo de pastor.
Aos leitores, Feliz 2007.

sexta-feira, dezembro 29, 2006

Conferencista coleciona multas de transito em outros estados

Esse conferencista, garanto, levará mais uma multa de transito, dessa vez no Extado do Rio de Janeiro, em Itaborai.
Esperem pra ver. Ele é super imprudente.
É uma forma de atestar sua presença nos outros estados.

....

....

sábado, dezembro 16, 2006

MEU PAI FICOU MUITO IRRITADO EM VER O NOME DELE ESTAMPADO NUM DOCUMENTO FALSIFICADO... ATÉ REGISTROU OCORRENCIA POLICIAL CONTRA O TITULAR

DO DOCUMENTO. FOI ATÉ A ESCOLA E FOI INFORMADO QUE HOUVE UM ROUBO DE CERTIFICADOS ESCOLARES, EM BRANCO. O LADRÃO PASSOU A VENDER OS CERTIFICADOS PARA QUEM QUIZESSE, E POR FIM, APARECEU UM CONSTANDO O NOME DELE, NÃO COMO TITULAR DO DOCUMENTO.

Clique sobre a foto para vê-la ampliada.
Vejam o certificado.












ABAIXO DECLARAÇÃO DA ESCOLA

quinta-feira, agosto 10, 2006

CPI DAS SANGESSUGAS: Politicos Evangélicos no Olho do Furacao de denuncias...

PRONTO: SAI UM DEPUTADO DO PAREO POR ESCANDALO, E ENTRA OUTRO PASTOR... ISSO AINDA VAI DAR CONFUSÃO....

CPI das Sanguessugas: Pastor Jorge Pinheiro

Leonardo Ribbeiro / João Raimundo





Pastor Jorge Pinheiro (PL) desiste de disputar uma nova vaga na Câmara Federal
O deputado federal Jorge Pinheiro voltou a negar que tenha recebido propina para elaborar emendas. E disse que não tem envolvimento com a Máfia das Ambulâncias. O deputado afirmou que desistiu de disputar uma nova vaga na Câmara Federal para evitar desgastes.

“Acima de tudo eu acho que o mais importante nesse momento é provar a minha inocência. Ser candidato com todas essas acusações sendo feitas é muito complicado, é difícil”, afirma Pastor Jorge Pinheiro, deputado federal PL/DF

O deputado Jorge Pinheiro cumpre o segundo mandato na Câmara Federal. Ele disse que não pensa em renunciar. E ainda não sabe se vai deixar a vida pública. Uma coisa é certa: o deputado continua na presidência do Partido Liberal, no DF.

O pastor Ricardo Quirino vai disputar a vaga da Câmara Federal, pelo PL, no lugar de Jorge Pinheiro.

Data : Quarta-feira 09 Agosto 2006 - DFTV 2ª Edição



Reportagem


http://dftv.globo.com/Dftv/0,6993,VDD0-2982-20060809-181609,00.html


=====================================================================================

NA MINHA OPINIÃO, ESSA SUPOSTA "MUDANÇA DE PLANOS" É SOMENTE UMA FORMA DE ALIVIAR O ESCANDALO QUE VEM POR AI.MAIS UM ESCANDALO UNIVERSAL!





Mudança de planos

Leonardo Ribbeiro / João Raimundo




Parlamentar investigado pela CPI das Sanguessugas desiste de disputar eleição
O deputado Jorge Pinheiro cumpre o segundo mandato na Câmara Federal e era candidato à reeleição pelo Partido Liberal. Ele afirma que desistiu da disputa para evitar desgastes. “Acima de tudo, neste momento eu acho que o mais importante é provar a minha inocência. Mais do que tentar um novo mandato”.

Há 15 dias, o nome do deputado apareceu na lista dos envolvidos na máfia que desviou dinheiro da saúde. Em depoimento à Justiça Federal, o sócio da Planam, Luiz Antonio Vedoin, acusou Jorge Pinheiro de elaborar emendas para a compra de ambulâncias superfaturadas, em troca de propina.

O deputado foi notificado pela CPI das Sanguessugas. Jorge Pinheiro já apresentou defesa negando participação no esquema das ambulâncias, mas pode ser citado no relatório da comissão.

Jorge Pinheiro disse que não pensa em renunciar. Também vai continuar na presidência do Diretório Regional do PL, mas ainda não sabe se vai abandonar a vida pública.

O pastor Ricardo Quirino vai disputar a vaga da Câmara Federal, pelo PL, no lugar de Jorge Pinheiro.

Data : Quinta-feira 10 Agosto 2006 - Bom Dia DF



Reportagem


http://dftv.globo.com/Dftv/0,6993,VDD0-2982-20060810-181677,00.html

"É necessário que o escandalo aconteça, mas ai daquele por quem vem o escandalo"


Quais serão as noticias divulgadas pela imprensa dentro de alguns anos sobre a corrupção que se alastra no país envolvendo os supostos representantes do segmento evangélico... fico imaginando quem serão os novos nomes envolvidos nessas sugeirada toda.

CLIQUE SOBRE A FOTO PARA LER A MATÉRIA, INCLUSIVE OS NOMES DOS EVANGELICOS ENVOLVIDOS NESSA IMUNDICIA QUE SURRUPIA O DINHEIRO PUBLICO.
para ler o restante da matéria, acesse o endereço http://www.folhagospel.com/not_index.asp

disponibilizado pelo site FOLHA GOSPEL, que é um site muito bom como informante do que ocorre no mundo sobre o tema cristianismo evangélico.

sexta-feira, agosto 04, 2006

JÁ CHEGAMOS A MIL MENSAGENS: DINHEIRO DÁ MESMO IBOPE

sexta-feira, julho 28, 2006

Saindo do assunto um instante, vajmaos o Perigo da Santa Hóstia


Quinta-feira, 27 de Julho de 2006

Hóstia na mão



Católicos de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, tiveram que mudar a rotina da missa por causa do perigo de doenças como a tuberculose. A diocese da cidade proibiu os padres de darem a hóstia na boca dos fiéis.

A decisão da Igreja Católica de Campo Grande divide a opinião dos fiéis.
“É uma atitude um tanto cautelosa, e eu creio que ta causando polêmica, mas é uma questão de higiene também, né?”, opina a administradora de empresas Fernanda Pacheco.

A distribuição da comunhão, que era colocada na boca, agora proibida pelo bispo diocesano. Mesmo assim, alguns ministros da eucaristia, pessoas que ajudam o padre durante as missas, continuam entregando a hóstia na boca.

“Eu tive um choque quando eu li isso aí. Achei preconceituoso”, disse a ministra da eucaristia Noely Camargo.

Todos os padres das 26 paróquias de Campo Grande receberam a mesma orientação. Na hora da comunhão, a distribuição da hóstia consagrada só deve ser entregue na mão do fiel. A diocese da capital teme que a distribuição na boca possa espalhar várias doenças, como a tuberculose.

“O dedo toca na língua, e já vai fazer a mesma coisa tocando a língua de uma próxima pessoa . É muito fácil transmitir uma doença pela saliva que estava no dedo do padre”, defende o padre Geraldo Orbele. “Então, eles pediram que os padres avisassem o povo nas missas para que, por favor, todo mundo receba na mão”.

Números da Organização Mundial da Saúde coloca o Brasil em 15º lugar numa lista de 22 países com maior número de tuberculosos.

Para a infectologista Andréa Lindberg, a precaução da Igreja que proibiu a entrega da hóstia na boca pode evitar o aparecimento de novos casos. “A gente já sabe, a veiculação de diversos agentes patogênicos, como vírus, bactérias, fungos, o próprio bacilo da tuberculose na transmissão de doenças. Então, esse é um hábito que não é muito saudável, e se as medidas forem tomadas no sentido de que essa prática não venha a acontecer, seriam medidas boas”.


http://jg.globo.com/JGlobo/0,19125,VTJ0-2742-20060727-179391,00.html

quinta-feira, julho 27, 2006

A Filha de um irmão nosso está desaparecida





quem tiver alguma informação, favor encaminhar resposta para shalondf@ig.com.br

quinta-feira, julho 20, 2006

As voltinhas que o mundo dá. (quem estiver de pé, cuidado para não cair!)

Sua santidade, o bispo


por Daniella Sholl


Publicado no Jornal O Dia no Domingo, 24 de outubro de 1999.

Deputado Carlos Rodrigues controla bancada da Universal e já é visto como sucessor de Edir Macedo

O chamado baixo clero da Câmara dos Deputados ainda não elegeu seu pontífice, mas já tem um bispo polêmico candidato ao trono. "Arrogante" e "autoritário" para uns, ou simplesmente "esquisito" para outros, o fato é que, em seu primeiro mandato como deputado federal, o bispo Carlos Rodrigues (PL-RJ) conseguiu feito jamais alcançado pela maior parte dos seus 512 pares: foi apontado pelo Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, ligado à CUT) como uma das 65 cabeças coroadas da Câmara, das quais apenas oito são do Rio. O feito não se deve tanto à sua atuação, que não chegou até hoje a influenciar o destino das votações, mas sim pelo que representa: mais do que o braço político da Igreja Universal do Reino de Deus no Congresso Nacional, o bispo Rodrigues é a personificação do todo-poderoso Edir Macedo em Brasília. No meio evangélico, é apontado como o sucessor do bispo Macedo. A ambição declarada de Rodrigues, no entanto, é eleger-se senador, em 2002. E não descarta a possibilidade
de disputar a Prefeitura do Rio. "Seria um bom teste. Posso não ganhar, mas vou atrapalhar",
diz, referindo-se à também evangélica Benedita da Silva (PT), da Igreja Betânia. Aos 42 anos, 24 dos quais dedicados à construção do reino de Edir Macedo, o bispo Rodrigues conheceu seu líder aos 18 anos, quando Macedo ainda pregava na Praça do Méier e era contador da Loterj. "No começo, éramos eu e ele", conta. O garoto filho de imigrantes portugueses, cujo pai era dono de botequins no Rocha, hoje é o segundo na hierarquia da Igreja e controla com mão de ferro a bancada da Universal na Câmara, formada por 18 deputados de diferentes partidos. Eles são orientados a votar sistematicamente contra o Governo. Há quem diga que a disposição para a briga é uma represália à recusa do presidente em ceder ao insaciável apetite da Universal por cargos e à marcação cerrada da Receita sobre a Universal, que deve R$ 398 milhões em impostos. O bispo nega. "Se eu quisesse cargos, teria ficado no PFL. Quanto às demais pendências , a orientação que tenho é que elas sejam discutidas na Justiça". Rodrigues é um líder mais temido do que respeitado. À boca pequena, alguns de seus liderados criticam a postura do general, dizendo que tem pouco jogo de cintura político. "Ele não se entrosa e vota contra até quando o PT é a favor. Parece um elefante em loja de louças. Sua postura ainda vai nos causar problemas", desabafa um deputado da Universal, implorando pelo anonimato. Às vezes, os deputados da Universal se vêem entre a orientação do bispo e a do partido pelo qual se elegeram. O veterano Luiz Moreira (PFL-BA), pastor da Universal mas ligado ao grupo do senador Antonio Carlos Magalhães, fica literalmente entre a cruz e a espada. Entre o bispo e o cacique, vence o bispo. Desobedecê-lo poderia significar arder no fogo do inferno.

segunda-feira, julho 10, 2006

Uns pregam por responsabilida, outros por contenda, mas o que importa é que o evangelho seja pregado

Alguns, fazendo uso da eloquencia, da formação, do conhecimento adquirido em faculdades ou outros meios (sempre foi assim, hoje mais ainda) estão aplicando esse método para "alcançar almas para o seu bolso".

Não quero com isso generalizar, mas todo mundo sabe que isso acontece. Daí a existencia deste site.


clique sobre a foto para ler o texto




segunda-feira, junho 19, 2006

Os Sinais do Apocalipse se evidenciam cada vez mais...


... e a cada dia os falsos obreiros se apressam em fazer do povo de Deus uma forma de ganhar dinheiro, como disse Pedro em sua segunda carta, capitulo 2.16


Veja Matéria Especial
Apocalipse já Já começou a catástrofe causada pelo aquecimento global, que se esperava para daqui 30 ou 40 anos. A ciência não sabe como reverter seus efeitos. A saída para a geração que quase destruiu a espaçonave Terra é se adaptar aos furacões, secas, inundações e incêndios florestais.


E MAIS:

Entrevista


"A moral está torta"

Silvio de Abreu, autor da novela Belíssima, fala de sucesso e fracasso – e se diz chocado com a tolerância do público com personagens canalhas. "As pessoas querem é subir na vida, e o resto que se dane", diz ele.

Isso está acontecendo também no meio da igreja. Se aparecer algum sujeito que tenha bons conhecimentos bíblicos, principalmente sobre finanças, de forma que resultem em alguns cruzados a mais no gazofilácio, não importa quem seja ou o que digam dele, desde que não seja tornado público até que ele dê o "shouwzinho" dele, tudo bem.

Covil de salteadores, é o que tem sido transformada a Casa de Deus.

AS igrejas que adotaram o "governo dos 12" estao mais sujeitas a esse tipo de risco. No anseio de "crescer", incham. E quanto maior for , menor a assistencia aos novos convertidos, emboras hajam tantos "líderes" de células, líderes mal preparados, feitos em formas informes.A coisa entrou num ritmo de festa, e sempre ocorrem coisas estranhas no meio das festas.



QUE O SENHOR ME PERDOE SE EU ESTIVER ERRADO.

quarta-feira, junho 14, 2006

Apocalipse já

Já começou a catástrofe causada pelo
aquecimento global, que se esperava
para daqui a trinta ou quarenta anos.
A ciência não sabe como reverter seus
efeitos. A saída para a geração que
quase destruiu a espaçonave Terra
é adaptar-se a furacões, secas,
inundações e incêndios florestais



URSOS CANIBAIS
O aquecimento global fez diminuir em 20% a calota polar ártica nas últimas três décadas, reduzindo o território de caça dos ursos-polares. Muitos deles ficaram sem alimento. A mudança radical de seu habitat provocada pelo homem está custando caro aos ursos. Recentemente, no Mar de Beaufort, no Alasca, pesquisadores americanos que há 24 anos estudam a região identificaram um caso inédito de canibalismo na espécie: duas fêmeas, um macho jovem e um filhote foram atacados e comidos por um grupo de machos. Estimativas apontam que os ursos-polares podem desaparecer em vinte anos.




NESTA REPORTAGEM
Quadro: O efeito do calor
Quadro: O calor produz mais calor

EXCLUSIVO ON-LINE
Outras imagens



A história do relacionamento entre o homem e a natureza é marcada pelo livro Silent Spring (Primavera Silenciosa), de 1962. Nessa obra seminal, a bióloga americana Rachel Carson alertou pela primeira vez para os perigos do uso indiscriminado de pesticidas, até então encarados pela maioria das pessoas como uma bênção da ciência para solucionar o problema da fome. A descrição dramática feita por ela das primaveras "sem cantos de pássaros" sacudiu a consciência das pessoas em escala mundial e serviu de ponto de partida para o moderno movimento ambientalista. A nova consciência ecológica abriu caminho para leis de controle dos pesticidas e para acordos internacionais sobre o meio ambiente, como o que baniu a produção de químicos responsáveis pela destruição da camada de ozônio. Quase cinqüenta anos depois, o entendimento sobre o fato de que "somos parte do equilíbrio natural" – como definiu a bióloga – pode nos ser útil diante de uma catástrofe global iminente provocada pelo aquecimento global. Como uma praga apocalíptica, as mudanças climáticas já semeiam furacões, incêndios florestais, enchentes e secas com tal intensidade que ninguém mais pode se considerar a salvo de ser diretamente atingido por suas conseqüências.





SOLO QUE ARDE
Nas últimas três décadas, o total de terras atingidas por secas severas dobrou em decorrência do aquecimento global. Na China, segundo o mais recente estudo da ONU, todos os anos 10 000 quilômetros quadrados em média – o equivalente a metade do estado de Sergipe – se transformam em deserto. Na Etiópia (foto), secas anuais condenam 6 milhões de pessoas à fome. Na Turquia, 160 000 quilômetros quadrados de terras cultiváveis sofrem com a desertificação gradativa e a conseqüente erosão do solo.

O primeiro estudo rigoroso sobre o aquecimento global foi realizado por cientistas da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, em 1979. De lá para cá, ambientalistas e governos debateram, quase sempre aos berros, questões que lhes pareciam básicas. Primeiro, o grau de responsabilidade da ação humana. Segundo, se os efeitos das mudanças no clima da Terra são iminentes. A terceira questão é o que pode ser feito para impedir que o problema se agrave. O debate, nos termos descritos acima, está morto e enterrado. As pesquisas convergiram, além do benefício da dúvida, para a constatação de que nenhuma influência da natureza poderia explicar aumento tão repentino da temperatura planetária. Até os mais céticos comungam agora da idéia apavorante de que a crise ambiental é real e seus efeitos, imediatos. O que divide os especialistas não é mais se o aquecimento global se abaterá sobre a natureza daqui a vinte ou trinta anos, mas como se pode escapar da armadilha que criamos para nós mesmos nesta esfera azul, pálida e frágil, que ocupa a terceira órbita em torno do Sol – a única, em todo o sistema, que fornece luz e calor nas proporções corretas para a manutenção da vida baseada no carbono, ou seja, nós, os bichos e as plantas.



Daniel Betra/Greenpeace/Reuters

A BAIXA DO RIO
No Oceano Atlântico, a temperatura da água está meio grau mais alta do que há vinte anos. Esse calor a mais altera o padrão de circulação dos ventos, provocando deslocamento de massas de ar seco para a região amazônica. A mudança impede a formação de nuvens, causando a escassez de chuvas. Em 2005, o fenômeno provocou a maior seca dos últimos quarenta anos na Amazônia. O Rio Amazonas baixou 2 metros (foto). Mais de 35 municípios do Amazonas e do Acre ficaram isolados, sem comida, água, luz ou transporte. A grande seca pode se repetir a qualquer momento.



A VIDA EM UMA TERRA MAIS QUENTE

O que fazer para sair dessa crise é bem mais controverso, apesar de ninguém ignorar que, para evitar que a situação piore, é preciso parar de bombear na atmosfera dióxido de carbono, metano e óxido nitroso. Esses gases resultantes da atividade humana formam uma espécie de cobertor em torno do planeta, impedindo que a radiação solar, refletida pela superfície em forma de calor, retorne ao espaço. É o chamado efeito estufa, e a ele se atribui a responsabilidade pelo aumento da temperatura global. Há um acordo internacional que estabelece metas de redução, o Tratado de Kioto, assinado por 163 países e rejeitado pelos Estados Unidos, precisamente o país que emite 25% de todo o gás carbônico. É mais uma razão para não esperar grande coisa de documento. "Kioto tem um grande significado simbólico, mas suas metas são muito modestas", pondera o americano Jonathan Overpeck, da Universidade do Arizona. No protocolo, que entrou em vigor no ano passado, os países se comprometeram a reduzir em 5% as emissões de CO2 em relação aos níveis de 1990. "Mesmo que todos os países interrompessem imediatamente a liberação de gases do efeito estufa", disse a VEJA o americano John Reilly, diretor do programa de mudanças climáticas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), "a atmosfera já está de tal forma impregnada que a temperatura média do globo ainda subiria por mais 1 000 anos e o nível do mar continuaria a se elevar por mais 2.000."

Na realidade, as emissões de gases estão subindo e as previsões são de mais calor. Como o aquecimento global já é inevitável, cientistas e ambientalistas têm colocado uma nova questão na linha de frente da batalha das mudanças climáticas: como se preparar e se adaptar à vida em um planeta bem mais quente. O tema central desta reportagem não é a previsão de mau tempo no futuro, ainda que este seja um de seus destaques. O que se lerá aqui diz respeito, sobretudo, ao impacto do aquecimento global que já se faz sentir no mundo atual e como teremos de aprender a viver com isso. A primeira coisa que precisa ser aprendida é como conviver com a fúria da natureza injuriada. De acordo com um levantamento da Organização das Nações Unidas, em 2005 ocorreram 360 desastres naturais, dos quais 259 diretamente relacionados ao aquecimento global. O aumento foi de 20% em relação ao ano anterior. No início do século XIX, de acordo com alguns historiadores, dificilmente havia mais de meia dúzia de eventos de grandes dimensões em um ano. No total, foram 168 inundações, 69 tornados e furacões e 22 secas que transformaram a vida de 154 milhões de pessoas.


Fotos Image.net

O SUMIÇO DO GELO
O norte dos Andes é a região de maior concentração de glaciares nos trópicos. Só no Peru existem 3 044 deles. Até a década de 80, essas geleiras incrustadas no interior das cordilheiras, remanescentes da era glacial, permaneciam praticamente inalteradas. Um estudo recente da ONU concluiu que houve uma drástica redução das áreas dos glaciares peruanos nos últimos quinze anos por causa das mudanças climáticas. Nas fotos, tiradas no mesmo mês de anos diferentes, a redução de um glaciar da Cordilheira Branca.




AS SEIS PRAGAS DO AQUECIMENTO

Seis mudanças de grandes proporções causadas pelo aquecimento global estão relacionadas a seguir. Todas estão ocorrendo agora, afetam não apenas o clima mas perturbam a vida das pessoas e têm como única previsão futura o agravamento da situação. É assustador observar que eventos assim, de dimensões ciclônicas, sejam o resultado do aumento de apenas 1 grau na temperatura média da Terra, uma fração do calor previsto para as próximas décadas.

• O Ártico está derretendo – A cobertura de gelo da região no verão diminui ao ritmo constante de 8% ao ano há três décadas. No ano passado, a camada de gelo foi 20% menor em relação à de 1979, uma redução de 1,3 milhão de quilômetros quadrados, o equivalente à soma dos territórios da França, da Alemanha e do Reino Unido.

• Os furacões estão mais fortes – Devido ao aquecimento das águas, a ocorrência de furacões das categorias 4 e 5 – os mais intensos da escala – dobrou nos últimos 35 anos. O furacão Katrina, que destruiu Nova Orleans, é uma amostra dessa nova realidade.

• O Brasil na rota dos ciclones – Até então a salvo desse tipo de tormenta, o litoral sul do Brasil foi varrido por um forte ciclone em 2004. De lá para cá, a chegada à costa de outras tempestades similares, ainda que de menor intensidade, mostra que o problema veio para ficar.

• O nível do mar subiu – A elevação desde o início do século passado está entre 8 e 20 centímetros. Em certas áreas litorâneas, como algumas ilhas do Pacífico, isso significou um avanço de 100 metros na maré alta. Um estudo da ONU estima que o nível das águas subirá 1 metro até o fim deste século. Cidades à beira-mar, como o Recife, precisarão ser protegidas por diques.

• Os desertos avançam – O total de áreas atingidas por secas dobrou em trinta anos. Uma quarto da superfície do planeta é agora de desertos. Só na China, as áreas desérticas avançam 10.000 quilômetros quadrados por ano, o equivalente ao território do Líbano.

• Já se contam os mortos – A Organização das Nações Unidas estima que 150.000 pessoas morrem anualmente por causa de secas, inundações e outros fatores relacionados diretamente ao aquecimento global. Em 2030, o número dobrará.

Fotos National Snow And Ice Data Center (NSIDC)

DESASTRE NO ALASCA
No Alasca, onde as temperaturas médias do inverno aumentaram 4 graus nos últimos cinqüenta anos, a paisagem se modificou por completo. A camada de gelo que cobre o mar desapareceu em algumas regiões (nas fotos, o glaciar Muir com a diferença de 63 anos). No passado, 10 milhões de quilômetros quadrados do Oceano Ártico permaneciam congelados durante o verão. Hoje, segundo estudos do Arctic Climate Impact Assessment, a área congelada é pelo menos 30% menor.
HOJE




O PLANETA É GIGANTE, O EQUILÍBRIO É FRÁGIL

Em escala geológica, a temperatura da Terra sempre funcionou como um relógio pontual. A cada 100.000 anos, mudanças sutis na órbita do planeta e na sua inclinação em relação ao Sol provocam uma queda na temperatura e fazem com que as massas de gelo dos pólos aumentem de tamanho e se aproximem da linha do Equador. São as glaciações. A última terminou há 10.000 anos. Foi nessa pequena janela geológica entre o fim da última era glacial e hoje, marcada por temperaturas amenas, que a humanidade desenvolveu a agricultura, construiu as cidades e viajou à Lua. Nos últimos 120 anos, com o relógio fora de ordem devido à atividade humana, a temperatura média do planeta aumentou 1 grau. Pode parecer pouco, mas mudanças climáticas dessa magnitude têm conseqüências drásticas. Há 12.000 anos, quando a temperatura média era apenas 3 graus mais baixa que a atual, uma camada de gelo cobria a Europa até a França. Uma vez alterado, o mecanismo natural do clima, dizem os cientistas, não é fácil de ser reajustado. "Ao quebrar o equilíbrio climático, a humanidade mexeu com processos que não conhece por completo e que estão fora do alcance e da capacidade da mais avançada tecnologia", analisa o geofísico Paulo Eduardo Artaxo, da Universidade de São Paulo.

Os gases responsáveis pelo aquecimento excessivo são produzidos pelos combustíveis fósseis usados nos carros, nas indústrias e nas termelétricas e pelas queimadas nas florestas. Processos naturais, como a decomposição da matéria orgânica e as erupções vulcânicas, produzem dez vezes mais gases que o homem. Por eras, garantiram sozinhos a manutenção do efeito estufa, sem o qual a vida não seria possível na Terra. Para se manter em equilíbrio climático, o planeta precisa receber a mesma quantidade de energia que envia de volta para o espaço. Se ocorrer desequilíbrio por algum motivo, o globo esquenta ou esfria até a temperatura atingir, mais uma vez, a medida exata para a troca correta de calor. O equilíbrio natural foi rompido pela revolução industrial. Desde o século XIX, as concentrações de dióxido de carbono no ar aumentaram 30%, as de metano dobraram e as de óxido nitroso subiram 15%. A última vez em que os níveis de gases do efeito estufa estiveram tão altos quanto agora foi há 3,5 milhões de anos. O ano passado foi o mais quente desde que as temperaturas começaram a ser registradas, em 1866. Pelo que se sabe, o planeta está mais quente do que já foi em qualquer momento dos últimos dois milênios. Se mantiver o ritmo atual, no fim do século a temperatura média será a mais elevada dos últimos 2 milhões de anos.



EFEITO IRREVERSÍVEL?

Sabe-se que o próximo relatório do Painel Internacional de Mudança Climática (IPCC,) das Nações Unidas, a mais respeitada autoridade em aquecimento global, a ser divulgado em 2007, depois de revisto pelos cientistas e pelos órgãos governamentais, deve estimar um aumento na temperatura média do planeta entre 2 e 4,5 graus até 2050. "Dois graus é uma barreira psicológica para os cientistas", diz Marc Lucotte, diretor do Instituto de Ciências do Ambiente da Universidade de Quebec, no Canadá. Acima desse patamar, a probabilidade de ocorrerem tragédias muito maiores que as observadas em anos recentes, como inundações, secas, ondas de calor, furacões e epidemias, aumenta muito. "Aí será tarde demais para tentar uma volta atrás", afirma o ambientalista Carlos Rittl, coordenador da campanha de clima do Greenpeace no Brasil. Na pior das hipóteses, um aumento de 4 graus iria igualar as temperaturas do Ártico aos patamares registrados há 130.000 anos, segundo um estudo feito com base em análises geológicas por cientistas da Universidade do Arizona e do Centro Nacional de Pesquisas Atmosféricas dos Estados Unidos. Nesse passado distante, o nível dos oceanos era 6 metros mais alto e a camada de gelo do Ártico praticamente havia desaparecido. "Isso não significa que o nível do oceano subirá imediatamente a 6 metros quando o termômetro registrar um aumento de 4 graus na temperatura", disse a VEJA Jonathan Overpeck, um dos coordenadores do estudo. "Mas a partir de então o processo de derretimento dos glaciares será rápido e irreversível."

Irreversível? Muitos cientistas começam a acreditar que as mudanças climáticas chegaram a um ponto de não-retorno. Esse fenômeno leva agora o nome de tipping point, termo em inglês popularizado como título de livro por Malcolm Gladwell, escritor badalado de Nova York. Em ciência, significa o momento em que a dinâmica interna passa a encarregar-se de uma mudança iniciada previamente por forças externas. Em vários aspectos já cruzamos o limite sem volta. A limpeza da atmosfera é tarefa para gerações. O degelo nas regiões polares está além do tipping point. Obviamente, como conseqüência do volume de água do degelo, os oceanos continuarão a subir. O aquecimento dos mares alimentará novos furacões, aumentando a capacidade destrutiva desses fenômenos meteorológicos. "A violência desses desastres naturais só pode ser atenuada se houver uma redução na temperatura da água, o que parece improvável", afirma o biólogo americano Thomas Lovejoy, presidente do Centro Heinz para a Ciência, em Washington. Recentemente, Lovejoy constatou um novo efeito desastroso do excesso de gás carbônico: os mares estão ficando mais ácidos. As alterações no PH marítimo levam à redução do número de moluscos e plânctons, que estão na base da alimentação dos ecossistemas marítimos, e ameaçam aniquilar os recifes de corais. Obviamente, não há muito que se possa fazer para salvar a vida marinha.

Tom Ondway/AP

AGONIA SUBMARINA
O excesso de gás carbônico na atmosfera está tornando os oceanos mais ácidos. Isso enfraquece os corais, viveiros do mar, e os plânctons, base da cadeia alimentar subaquática.




UM PACTO GLOBAL PELA SALVAÇÃO

O derretimento dos glaciares, concordam os especialistas, já atingiu dinâmica própria, impossível de ser freada. O impacto do aquecimento global pode ser percebido em toda parte, mas não há nada mais explícito que a redução das geleiras e do Ártico. Praticamente todos os glaciares da Terra estão encolhendo. Dos 150 que existiam no Glacier National Park, nos Estados Unidos, em 1880, restam cinqüenta, e a estimativa é que o último desaparecerá até 2030. O mesmo se vê nos Andes, na Patagônia e nos Alpes. Blocos de gelo do tamanho de pequenos países têm se desprendido da Antártica e boiado no Atlântico Sul até se dissolver no mar. Nos últimos cinqüenta anos, o volume de gelo no Ártico caiu quase à metade e, nessa velocidade, terá desaparecido totalmente no verão de 2080. Segundo um estudo do meteorologista americano Eric Rignot, da Nasa, o ritmo do derretimento da cobertura de gelo da Groenlândia dobrou nos últimos dez anos. Segundo o IPCC, o nível dos mares subiu entre 10 e 20 centímetros no último século. O aumento decorre da combinação do aquecimento das águas – e sua conseqüente expansão – com o derretimento do gelo nos pólos e nas montanhas. A estimativa é que suba mais 1 metro até o fim do século. Caso a camada de gelo da Groenlândia, que chega a 3,2 quilômetros de espessura em alguns pontos, derreta por completo, o nível do mar atingirá 7 metros. Cidades como Recife e Parati precisariam de diques de 8 metros de altura para sobreviver.

O cenário é adverso, mas não justifica a inércia. Os recursos para reduzir os efeitos colaterais do aquecimento são conhecidos. Basicamente, é necessário encontrar um uso mais eficiente de energia e diminuir a emissão de gases que provocam o efeito estufa. Cerca de 75% desses gases vêm do combustível fóssil utilizado na produção de energia, nas indústrias e nos automóveis. Outros 25% são provenientes das queimadas – talvez o item mais fácil de consertar. Há preocupação real entre os governos. Vários países estão reconsiderando a energia nuclear, que hoje provê 16% do total. Só a China quer construir 32 usinas até 2020. Os Estados Unidos estão interessados em produzir combustível para carros usando milho, da mesma maneira que o Brasil faz com a cana. Mas nenhum país vai muito longe porque as alternativas custam caro e os riscos para a economia são altos. Campanhas de ONGs e ambientalistas propõem que cada pessoa faça sua parte, como deixar o carro na garagem alguns dias por semana. São atitudes louváveis, mas de pouco efeito prático. "São necessárias grandes estratégias e investimentos pesados para transformar o modo como o mundo viveu nos últimos vinte anos", define o americano John Reilly, do MIT. Por isso, frear o ritmo do aquecimento global exige o envolvimento de governos. Não é o caso de pôr todos eles a negociar, como ocorreu em Kioto, e convencê-los de que é hora de ajudar o planeta. Haveria tantos interesses divergentes que um consenso seria praticamente impossível. "Na realidade, para resolver o problema do efeito estufa bastaria um acordo entre as dez ou vinte maiores economias", diz David Keith, presidente do Conselho de Energia e Meio Ambiente do Canadá. Trata-se dos maiores poluidores e também são países que têm tecnologia e dinheiro para mudar o padrão energético.



OS MAUS TRIPULANTES

Os seres humanos se adaptaram aos novos ambientes – essa é a chave do sucesso evolutivo da espécie. Mas um mundo mais quente pode ser cheio de surpresas – a maioria delas desagradável. Há quatro anos, os canadenses precisaram se acostumar com a visão de urubus no verão, um fenômeno inédito. Esses pássaros preferem as regiões mais quentes e nunca eram vistos em latitudes tão altas. No Brasil, uma elevação de apenas 1 grau reduziria a área propícia para o cultivo do café em 32%. Se o aumento do calor for de 3 graus, a redução será de 58%. "Em dias com mais de 34 graus, as flores do café abortam os grãos e a produtividade cai drasticamente", diz Hilton Silveira Pinto, pesquisador da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). "Eu não ficaria surpreso se tivéssemos de importar café da Argentina." Com um aumento de 3 graus, haverá uma redução de 20% na produção de arroz; na de feijão, de 11%; e na de milho, de 7%. A temperatura mais alta pode tornar o Sul e o Sudeste atrativos para mosquitos que transmitem doenças hoje típicas da Amazônia e do Centro-Oeste. Centros de saúde terão de se preparar para atender casos de malária e de dengue. Em vinte anos, o mar estará 8 centímetros mais alto na costa brasileira. Essa pequena diferença poderá fazer com que, quando a maré estiver alta, as ondas invadam o litoral. "Será preciso construir diques em Parati e no Recife", afirma Afrânio Mesquita, oceanógrafo da Universidade de São Paulo. "Teremos de aprender com a Holanda, que tem vastas áreas abaixo do nível do mar." Adaptar-se ao clima mais quente parece ser viável para a humanidade. Se é o que nos resta fazer, teremos de fazê-lo. Isso não nos livrará, porém, da condenação das gerações futuras. Seremos sempre estigmatizados como os tripulantes que por pouco não destruíram o único, pálido, frágil e azul oásis de vida na imensidão do universo.





OS VERDES CHEGAM A WALL STREET

Image.Net


O GURU DA TURMA
Gore: palestras para convencer empresários de que investir em energia limpa é bom negócio


Há décadas os ambientalistas alertam para os riscos da escalada do aquecimento global, mas seus argumentos raramente foram ouvidos. Pudera. As soluções apresentadas para acabar com o efeito estufa passavam por fechar indústrias, prejudicar economias e sacrificar parte do bem-estar conquistado pela humanidade ao longo do século XX. Agora que as conseqüências do aquecimento se abatem sobre várias regiões do globo e os governos se mobilizam em torno da questão por meio do Tratado de Kioto, o ambientalismo começa a conquistar seus mais céticos opositores: os grandes empresários e investidores. Parte deles acredita que a produção de energia limpa pode se transformar num excelente negócio, sem que para isso seja preciso abrir mão das premissas sagradas do capitalismo. Esses empresários avaliam que, como diz John Doerr, um dos grandes investidores do Vale do Silício, "a revolução verde pode se tornar a grande oportunidade empresarial do século XXI".

À frente desse movimento, que vem sendo chamado de nova revolução verde, está o ex-vice-presidente americano Al Gore. Afastado dos cargos públicos desde que perdeu a disputa pela Casa Branca para George W. Bush, em 2000, Gore se transformou num pregador incansável em favor da salvação do planeta por meio de investimentos em novas tecnologias e modelos de negócios. Nos últimos anos, ele já fez mais de 1 000 palestras em empresas e universidades, discursando sobre as conseqüências das mudanças climáticas e o que pode ser feito para combatê-las. Há três semanas, estreou nos cinemas americanos o documentário Aquecimento Global, uma Verdade Inconveniente, que tem Gore como protagonista e é amplamente baseado em suas palestras. A fita tem ajudado a imprimir a Gore uma certa aura de astro e guru. Ao comparecer à apresentação do filme em Cannes, no mês passado, ele atraiu mais atenção do que celebridades como Penélope Cruz e Tom Hanks.

Para provar que investir no verde pode ser um bom negócio, há dois anos Gore abriu com outros sócios a empresa Generation Investment Management, um fundo que administra 200 milhões de dólares aplicados em produção de energia sustentável. Também em sociedade com investidores, comprou por 70 milhões de dólares um canal de TV a cabo destinado a divulgar causas ecológicas. Negócios como esses seriam impensáveis até poucos anos atrás, quando a imagem que Wall Street tinha dos ambientalistas era a de um bando de chatos usando sandálias e rabo-de-cavalo.

Okky de Souza


QUE O SENHOR TENHA MISERICÓRDIA DE NÓS E ABREVIE ESSES DIAS

Bem, amigos. Bom final de semana para todos! Vou pra minha roça passar o final de semana, mas só depois que der uma organizada nessa mesa,


que está uma bagunça! Que o Senhor Bençõe ocês!


quarta-feira, junho 07, 2006

Nasceu DAMIEN em 6/6/6




clique na foto para ler com maior nitidez


Qua, 07 Jun - 06h42
Damien nasce às 6h do dia 6 de junho de 2006 na Inglaterra

Agência EFE

PUBLICIDADE



Londres, 7 jun (EFE).- Um bebê inglês nasceu às seis horas, do sexto dia, do sexto mês, do sexto ano (2006) e ainda por cima recebeu o nome de Damien, como no filme "A Profecia".

Segundo informa a imprensa de hoje, Damien Cooper nasceu na segunda-feira (6/6/6) num hospital de Bristol, oeste da Inglaterra.

Seu nascimento parece com o mostrado no filme de 1976, com Gregory Peck e o pequeno Harvey Stephens como "Damien".

Além disso, o bebê nascido em Bristol pesou seis libras e seis onças (cerca de 2,89 quilos).

A mãe, uma professora chamada Suzanne Cooper, fã de filmes de terror, ficou empolgada com os sinais macabros que marcaram o nascimento de seu filho.

"Estamos muito felizes com o bebê, porque 'A Profecia' é um dos meus filmes favoritos e eu queria mesmo dar à luz no dia 6", explicou.

Cooper se encarregou de negar qualquer problema com o menino.


===================================================================

Eu conheço outra semelhança:
Veja bem os calculos dessa data:

18/06/63
18 dividido por 3 =........... 6
mes junho =........... 6
ano 63(6x3=18 dividido por 3=. 6


É muito macabra essa data, né pessoal. E para completar temos mais um 6: 2006

segunda-feira, maio 29, 2006

Falso pastor da Universal preso..



Eu continuo advertindo: tem muitos picaretas por ai usando e abusando do titulo de pastor para ludibriar as pessoas. Uns alem de se dizerem pastor também se apresentam como Juizes, conferencistas, ex-sevidores do alto escalao do governo, etc, etc.

sexta-feira, maio 26, 2006

JESUS ESTÉ DE OLHO EM VOCÊ

Só para descontrair




Um ladrão entra numa residencia, pe´ante pé, bem devagar.
De repente ele ouve uma voz dizendo:


"- Jesus está de olho em você..."
O ladrão fica apavorado. Num cantinho escuro ele vê uma gaiola com um papagaio.

Ele pergunta ao papagio: " _ Foi voce quem disse que Jesus está de olho em mim?" " - Foi.!, responde o papagio. Ele respira aliviado e pergunta: " - Como é seu nome?" O papagaio responde: " _ Moisés." O ladrão comenta: " - Que nome mais ridiculo para um papagaio... Quem colocou esse nome em voce?" Em resposta, o papagaio lhe diz: " - Foi o mesmo que pôs o nome de Jesus naquele cachorrão pitbul. Pega, Jesus!!"

terça-feira, maio 16, 2006

Que dizer dessa máteria: cela exclusiva para evangelicos..

clique sobre o texto/foto, que ela se ampliará



,

Conheça site que exemplifica porque deve-se votar nulo e até mesmo nao votar em "cristãos"












Acesse o site abaixo e VOTE NULO.

http://votarnulo.blogspot.com/

sexta-feira, maio 12, 2006

Denuncie supostos Juizes Arbitrais


Denuncie Juizes Arbitrais PIRATAS

Quem se sentir lesado ou constrangido, ou pressionado por algum sujeito que se apresenta como Juiz Arbiral, recomendo que verifique se o mesmo é de fato Juiz /arbitral, consultando o SINDJA através dos telefones 3225 4813, ou acessando o site www.sindjabrasil.org.br, ou enviando e-mail para contato@sindjabrasil.org.br




Alerto ainda para o cuidado com qualquer pessoa cujo nome se assemelhe ao meu, que viaja pelo país desenvolvendo atividades estranhas as minhas. Tive que retirar meu nome das listas de telefone residenciais para evitar transtornos para minha familia, a fim de que não tenham que explicar que tal pessoa não sou eu.
Fica o alerta. Pessoas com nome semelhante a Ozéas Rodrigues de Oliveira, o meu nome, devem ser desvinculadas de minha pessoa. Já tive muitos aborrecimentos por ser homonimo de certo sujeito que anda na praça.

domingo, abril 23, 2006

as

as

quarta-feira, abril 19, 2006

Só para descontrair, para não dizer que só publico denuncia contra oportunistas e parasitas espirituais


Biologia bíblica (031)
Essa aconteceu durante teste de manejo da Bíblia para encontrar passagens bíblicas, em aula de ensino confirmatório. Os confirmandos estavam encontrando as passagens com facilidade - menos um, que, apesar do esforço, mal conseguia acompanhar o ritmos dos colegas. Eu então disse:
- Agora, vamos ver quem acha primeiro o Salmo 53.1 (Diz o insensato no seu coração: não há Deus...)
O rapaz, emocionado por finalmente ter encontrado primeiro uma passagem, mais do que depressa se levanta e recita:
- Diz o inseto no seu coração...!
Colaboração do pastor Walter Mormello

Problema de pontaria (032)
O pastor ficava muito contrariado quando iniciava o culto e o templo não estava cheio. Revoltado, sempre dava um jeito de, no sermão, falar da importância de se freqüentar o culto.
Em certo culto, Pedrinho, sentado ao lado pai, ouvia atento às repreensões e advertências do pastor aos faltosos. Após maquinar um pouco, perguntou ao pai:
- Por que o pastor diz tanta coisa aos que faltam, se eles não estão aqui?
Colaboração de Letícia Braun, São Paulo, SP

Cheio de espírito (033)
Certo dia coloquei uma fita K7 com músicas cristãs para alegrar meu espírito. Após algumas músicas, minha filha Thyelle, de quatro anos, reclamou:
- Mãe, pode desligar isso, que já estou com dor de ouvido?
Rapidamente respondi:
- Ah, meu amorzinho, hoje a mamãe tem reunião do departamento feminino e quer ficar cheia do Espírito Santo para que a reunião seja muito alegre e proveitosa.
Thyelle aceitou a explicação e foi brincar. Cerca de 20 minutos mais tarde ela voltou e disse:
- Mãe, agora já dá pra desligar? Você já tá com tudo isso de espírito! - e estendeu as duas mãozinhas para mostrar o tamanho.
Colaboração de Máira L. da Silva Pinheiro, Rio Grande, RS

Chute errado (034)
Ensino confirmatório em região de influência católica muito forte. O grupo, após três anos de estudo, está a poucas semanas de sua Confirmação. No encerramento de mais uma aula, eu disse:
- Vamos encerrar a aula de hoje. Qual é a oração que sempre usamos para o final?
Um silêncio longo, preocupante. Finalmente, do fundo da classe timidamente levanta o dedo. Feliz, convido:
- Diga, qual é a oração com a qual sempre concluímos da instrução?
- Não é a Ave Maria?
Colaboração do pastor Walter Mormello

Corrida ao ouro (035)
A pequena Congregação Celestial foi informada de que havia uma mina de ouro em sua propriedade. Foi convocada uma assembléia para decidir o que fazer.
- Eu proponho que arrendemos a mina e que os dinheiro seja repartido entre os nossos 40 membros - disse o tesoureiro.
- Eu apoio - disse o presidente -. E aproveito para propor a seguinte emenda: que não mais serão admitidos novos membros em nossa congregação!

Ausência justificada (036)
- Não vou mais à igreja.
- Por quê?
- O pastor sempre prega a mesma coisa.
- Sobre o quê?
- Sabe que não lembro mais...

Perdido no mato (037)
Eu conferia o conhecimento que os confirmandos tinham dos livros das Bíblia. A certa altura, pedi que um dos confirmandos falasse os quatro evangelhos. O rapaz não titubeou e disse num fôlego só:
- Mateus, Matos, Lucas e João!
Colaboração do pastor Walter Mormello

Tamanho é documento (038)
O pastor estava tentando explicar à turma da Escola Dominical que o cristão sempre procura o melhor para o semelhante. Lançou, então, sua tentativa derradeira:
- Pedrinho, se a sua mãe lhe desse duas maças, uma grande e uma pequena, e lhe dissesse que você deveria dar uma delas para o seu irmão, qual delas você daria - a pequena ou a grande?
Pedrinho pensou rápido e respondeu:
- Depende.
- Depende como? - perguntou o pastor.
- Depende se o senhor quer dizer o meu irmão pequeno ou o meu irmão grande.

Quem quer morar no céu? (039)
Certo dia, meu filho me perguntou de supetão:
- Pai, como é que a gente vai pro céu?
- Bom, quando a gente morre a gente vai pra lá.
- Mas não cai?
- Não. Os anjinhos vem buscar a gente e eles vão voando e segurando a gente.
Pensei que a conversa tinha se encerrado por aí. Mas após uma pausa para reflexão, ele voltou à carga:
- Ah, eu não quero morar no céu!
- Por que não?
- A gente cai!
- Não cai, não!
- Lá é fofinho? - ele mudou o rumo da conversa.
- Bem, acho que lá é que nem aqui: tem grama, tem flores, tem muitos bichinhos...
- Tem sapo?
- Sapo? Acho que tem, sim. Mas ele é bonzinho.
- E ele não pula na gente?
- Não, Jesus cuida.
- E Jesus deixa pegar os bichinhos no colo e levar pra casa?
- Deixa.
- Ah, bom! Então que quero morar no céu... mas não agora!
Colaboração do pastor João Carlos Tomm

Um pouco de ajuda vai bem (040)
Um bêbado entrou na igreja bem no horário do culto das 7 horas. O sermão foi sobre a multiplicação dos pães realizada por Jesus. No terceiro culto, às 11 horas, o bêbado continuava firme na igreja. No sermão, o pastor fez uma pergunta retórica:
- Como é que Jesus pode alimentar tanta gente com tão pouco?
O bêbado resolveu colaborar:
- Ele usou os 24 cestos que sobraram do culto das 7 e das 9!

É fogo! (041)
O pastor estava preocupado com a baixa freqüência aos cultos. Resolveu apelar para a sua "criatividade". Durante a semana, espalhou pela cidade que no culto do domingo faria cair fogo do céu. É claro que muito antes do culto começar o templo já estava lotado. Radiante, o pastor viu que tinha chegado a hora de cumprir o prometido. Durante a oração começou a bradar: "que Deus faça cair fogo do céu!" Para o espanto de todos, logo começou a cair fogo. A assistência ficou impressionada. Vendo que estava fazendo sucesso, o pastor resolveu continuar o show: "que venha mais fogo do céu!" Nada aconteceu. Duas, cinco vezes, e nada de fogo. E o povo olhando, ansioso. Foi então que se ouviu uma voz vinda de longe, do alto:
- Pastor, acabou a palha!
Colaboração de Adelaide A. Alves, Itá, SC

Assim já é demais! (042)
Em certo culto, o pastor parou da metade do sermão e disse:
- Eu não me importo se um ou outro de vocês olha no relógio de vez em quando, mas eu preciso dizer que é demais segurá-lo perto do ouvido e chacoalhá-lo para ver se realmente está funcionando!

Ponto de vista (043)
Aquele membro chegou da igreja todo feliz e correu para prosear com o vizinho:
- Lá na minha igreja, eles ficam muito felizes quando eu vou. O senhor sabe, cada vez que eu vou eles enfeitam a igreja e colocam um pinheirinho!
Colaboração de Adelaide A. Alves, Itá, SC

Este aqui, querido (044)
Primeiro pastor: eu nunca compro um terno, uma calça ou uma meia, se a minha esposa não está junto.
Segundo pastor: mas por quê?
Primeiro pastor: para me dizer se eu gosto deles, ou não.

O modem e Deus (045)
O pai estava substituindo o modem em seu computador. Apesar dos esforços, o novo modem não queria funcionar. Mas, de repente, ele bradou:
- Louvado seja Deus! Está funcionando!
O filho de 10 anos, que estava acompanhando todo o processo, então disse:
- Pai, o senhor teria louvado a Deus se o modem não funcionasse?

Meu pai, meu herói (046)
O filho do pastor subiu na cadeira do barbeiro e determinou:
- Eu quero o meu cabelo cortado como o do meu pai: com um buraco aqui no alto da cabeça!

Graças a Deus (047)
Em certa congregação, o segundo hino do culto era sempre dedicado às crianças que, depois, seguiam para a Escola Dominical. Certo dia, o pastor reparou que não havia criança presente e resolveu alterar o teor do segundo hino. Folheando rapidamente o hinário, escolheu e anunciou:
- Como esta manhã não temos crianças no culto, vamos cantar o hino 216 - Graças a Deus! Daí graças a Deus!
Colaboração de Iris M. Kissmann, Não Me Toque, RS

Frase pastoral (048)
Pastor, no sermão:
- Porque o misericordioso Deus perdoa a nossa pecaminosidade pecadora...

Sabe ou não sabe? (049)
Após voltarem do culto, Pedrinho perguntou ao pai:
- Paiê, é verdade que Deus sabe todas as coisas?
- É verdade, sim. Mas por que você quer saber?
- É que a oração do pastor foi tão comprida hoje que pareceu que Deus não sabia de nada!

Dúvida? (050)
Quando estávamos na Santa Ceia, no momento em que o pastor disse: "tomai... o sangue de Cristo", o pequeno Victor imediatamente perguntou:
- É sangue?
Colaboração de Polliane Reske, Umuarama, PR

Fora do ar (051)
Um viajante ficou retido num hotel por causa de um deslizamento causado por muita chuva. Sentado no restaurante, ele comentou com o garçom:
- Certamente esse tempo se parece com o dilúvio.
- Se parece com o quê? - perguntou o garçom.
- Com o dilúvio. Certamente você já ouviu falar sobre o dilúvio. Sabe, sobre Noé e a arca.
- Senhor - replicou o garçom -, eu não tenho lido os jornais nos últimos dias.

O motorista celestial (052)
A garotinha de 4 anos estava começando a ficar impaciente no carro. Tentando distraí-la, a mãe sugeriu que ela olhasse pelo vidro em direção ao céu para ver se poderia ver a Deus.
A garotinha olhou e olhou, e finalmente perguntou:
- Que tipo de carro Deus dirige?

A razão do óleo (053)
Após contar a história bíblica da unção de Davi para ser rei, a professora de Escola Dominical perguntou à turma se alguém sabia o motivo pelo que o profeta Samuel havia derramado óleo na cabeça de Davi.
- Claro que sei - respondeu um garotinho metido a esperto - para que fosse mais fácil colocar a coroa!

Tá explicado (054)
Como aquele pastor não tinha automóvel, volta e meia usava táxi para o trabalho. Certo domingo de chuva, foi de táxi até uma congregação do interior, onde havia culto marcado.
Hora marcada, o pastor postou-se para o início do culto. Reparou que havia apenas uma pessoa presente: o taxista. O pastor então perguntou:
- Tão pouca gente... O senhor se importa se eu encurtar o culto hoje?
- De modo algum! - foi a resposta do taxista. - Eu quero culto completo, com pregação, Santa Ceia e tudo mais.
Foi somente lá pelo final do culto que o pastor se deu conta do motivo da negativa do taxista: lá fora, o taxímetro continuava marcando o tempo da corrida.
Colaboração de Fernando G. Krüger, Santo Ângelo, RS


Vazamento (055)
O pastor estava doente. Para substituí-lo no culto de domingo, foi convidado um pastor vizinho - o único disponível para aquele horário - conhecido por seus longos sermões. Apareceram dez pessoas para o culto. Após, o pastor comentou com o presidente da congregação:
- Tão pouca gente! A congregação foi informada de que eu estaria aqui para dirigir o culto?
- Não, mas deve ter havido vazamento do fato...

A filiação (056)
Após intermináveis reuniões, a Congregação Celestial finalmente conseguiu aprovar seus novos estatutos. Felizes da vida - e depois nem tanto assim! -, os membros viram os novos estatutos publicados. Logo nas primeiras linhas estava escrito: "Congregação Celestial, afeiçoada à Igreja Evangélica Luterana do Brasil".

A primeira profissão (057)
Um médico, um advogado e um matemático estavam debatendo sobre qual profissão é a primeira mencionada na Bíblia.
- Deus tomou uma costela de Adão para criar Eva - disse o médico. - Isso certamente envolveu cirurgia, o que prova que os médicos foram os primeiros a aparecerem.
- Devagar aí! - disse o matemático. - Antes que Deus fizesse isso, ele criou a ordem a partir do caos, e isso certamente requerei matemática. Assim, a minha profissão foi a primeira que apareceu na Bíblia.
- Senhores! Senhores! Estou surpreso com vocês - disse o advogado, com um sorriso orgulhoso. - Quem é que vocês acham que criou o caos?

Classificado (058)
"Vende-se terreno em Piratininga. Bom para restaurante ou igreja".
Jornal Balcão, Rio de Janeiro, RJ

A jato (059)
Voltando do estudo bíblico, nosso filho Carlos Henrique, de 6 anos, disse:
- Mãe, Deus sabe todas as coisas, não é?
- Sim, meu filho, ele sabe.
- Nossa! Então, se ele viesse aqui na "minha" escola, com um dia ele aprenderia todas as coisas, não é?
Colaboração do pastor Carlos H. Wilhelms

Silêncio, por favor! (060)
Numa das aulas de escola dominical que dirigi, falei sobre a presença de Jesus em nossa vida. Falei que Deus está conosco em todos os momentos, a qualquer hora, de dia e de noite. Foi então que a pequena Rafaela, de cinco anos, falou:
- Jesus sempre cuidando da gente, né!? De manhã, quando a gente acorda, não pode fazer barulho, porque senão ele acorda, se assusta e foge, né?
Colaboração de Anabel Meline Falke, Cerro Branco, RS

sexta-feira, abril 14, 2006

Uma carteira de Juiz Arbitral, como pertencendo ao Tribunal Ambiental, também falsa

19/1/2006 - Jornal da Mídia
Preso falso advogado e maior estelionatário de Búzios
Rio - Policiais da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (CRPI) de Araruama prenderam em Brasília, Francisco de Souza Paiva, 60 anos, considerado o maior estelionatário da Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. Ele se passava por advogado e atuava, principalmente, em Búzios. Segundo os agentes, Paiva vendia terrenos que não existiam e teria lesado, pelo menos, 50 pessoas da região.
De acordo com informações, as investigações começaram há dois meses, após denúncias das vítimas. A pedido da 2ª CRPI, foi expedido um mandado de prisão preventivo pela Comarca de Búzios, contra Paiva. Os policiais, com a informação de que o criminoso estava foragido em Brasília, foram até à capital federal, cumprir o mandado.
Ele foi surpreendido em um apartamento, no bairro Águas Claras, que fica em uma área nobre de Brasília, onde estava morando há cerca de um ano. Com o acusado, os agentes apreenderam uma carteira falsa da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), uma carteira de Juiz Arbitral, como pertencendo ao Tribunal Ambiental, também falsa, diversos outros documentos — inclusive de pessoas lesadas em Búzios — um aparelho de telefone celular e dois automóveis de luxo, uma BMW e um Chrysler Stratus, que Francisco Paiva adquiriu na Região dos Lagos, mas não pagou.
De acordo com os policiais, Francisco de Souza Paiva já tem diversas passagens pela polícia por estelionato.O acusado desembarcou na noite de ontem, no aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, de onde foi levado para o município de Araruama, onde permanecerá preso.
http://www.fraudes.org/clipread.asp?BckSt=1&CdClip=269

Nem só de glórias, contudo, transcorreu o ano de 2004 para a arbitragem. Com o crescimento e popularização da arbitragem no Brasil, surgiram também diversas instituições privadas aproveitando-se dessa fama repentina para ludibriar o público. Dessa forma, assistimos a Câmaras arbitrais utilizando-se de símbolos pátrios oficiais, nomes que denotam um vínculo inexistente com o Poder Judiciário brasileiro, cursos para árbitros oferecidos (e muito bem cobrados) em troca da ilusão de ganhos financeiros consideráveis e status de ?juiz arbitral?, utilização de ?carteira de juiz arbitral? com o brasão da República e porte de armas para os árbitros, entre outras formas de utilização indevida do instituto.
Esses problemas geraram uma reação veemente por parte da comunidade jurídica atuante na arbitragem, que durante o ano de 2004 passou a coibir esse tipo de falsa vinculação ao Poder Judiciário, através de atitudes e eventos com o intuito de conscientizar a comunidade e boicotar essas instituições arbitrais inidôneas
Fruto também da mobilização em torno do tema, em agosto de 2004, foi criada a Comissão de Arbitragem da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção São Paulo, através da Portaria 177/04, que juntamente com o CESA-Centro de Estudos da Sociedade de Advogados e com o CBAr-Comitê Brasileiro de Arbitragem, promete colaborar para o avanço consciente e controlado do uso da arbitragem no Brasil.
http://www.mediar-rs.com.br/ext_not.asp?id=119

domingo, abril 09, 2006

A Ordem dos Pastores Batistas convidam para evento de 19 a 23 de abril



sábado, abril 08, 2006

Ozéas de Oliveira alerta: cuidado com um sujeito que se apresentam com JUIZ ARBITRAL


Quarta-feira, 23 de Março de 2005

Bom Dia Rio Quinta-Feira , 09 de Fevereiro de 2006

Juízes fora da lei







A OAB, Ordem dos Advogados do Brasil, investiga denúncias contra juízes arbitrais que atuam como juízes de direito. Agindo fora-da-lei, tribunais chegaram a condenar empresas a pagar indenizações milionárias.

Marco Antonio se envolveu em um acidente de trânsito no ano passado. Dias depois, recebeu em casa uma notificação de um Tribunal Arbitral para participar de uma audiência. Foi obrigado a pagar R$ 300. “Eu fui enganado”, sabe ele.

A OAB investiga 21 denúncias contra tribunais arbitrais do Rio. Na terça-feira, a Polícia Federal prendeu oito juízes arbitrais. Todos são acusados de atuar como juízes de direito, o que é proibido por lei.

“Vamos continuar as investigações para saber quem são os outros envolvidos, quem auferia mais algum tipo de lucro e as pessoas que contrataram, para sabermos se contrataram de boa fé, se sabiam que estavam contratando algo irregular”, afirma o delegado Carlos Pereira, da Polícia Federal.

A OAB encaminhou ao Ministério Público uma denúncia contra um Tribunal Arbitral que condenou a Petrobras a pagar mais de R$ 25 milhões reais a um advogado. A empresa não efetuou o pagamento.

A polícia e a ordem alertam que sites que divulgam instâncias superiores de tribunais arbitrais são ilegais. É preciso também tomar cuidados com anúncios sobre tribunais.

“Tem que ser de plena confiança das partes. Muita gente faz estelionatos, emite carteiras, dizendo que o juiz é magistrado federal. Isso não existe”, alerta Manoel Nunes dos Santos, do sindicato nacional de juízes arbitrais.

A OAB diz que os tribunais arbitrais não têm poder de julgar casos e decretar sentenças, principalmente se uma das partes envolvidas não estiver de acordo.

http://rjtv.globo.com/RJTV/0,19125,VRV0-3119-150393-20060209-362,00.html

terça-feira, abril 04, 2006

Depressão pode atacar esposa de pastores....










domingo, abril 02, 2006

Pra pensar, galera.... Persistência


Esforça-te. Tende bom animo!




Um homem investe tudo o que tem numa pequena oficina.
Trabalha dia e
noite,inclusive dormindo na própria oficina. Para poder
continuar nos
negócios, empenha as próprias jóias da esposa. Quando
apresentou o
resultado
final de seu trabalho a uma grande empresa, dizem-lhe
que seu produto não
atende ao padrão de qualidade exigido. O homem desiste?
Não! Volta à
escola
por mais dois anos, sendo vítima da maior gozação dos
seus colegas e de
alguns professores que o chamavam de "visionário". O
homem fica chateado?




Não! Após dois anos, a empresa que o recusou finalmente
fecha contrato com
ele.
Durante a guerra, sua fábrica é bombardeada duas vezes,
sendo que
grande parte dela é destruída. O homem se desespera e
desiste? Não!
Reconstrói sua fábrica, mas, um terremoto novamente a
arrasa. Essa é a
gota
d'água e o homem desiste? Não! Imediatamente após a
guerra segue-se uma
grande escassez de gasolina em todo o país e este homem
não pode sair de
automóvel nem para comprar comida para a família. Ele
entra em pânico e
desiste? Não! Criativo, ele adapta um pequeno motor à
sua bicicleta e sai
às ruas. Os vizinhos ficam maravilhados e todos querem
também as chamadas
"bicicletas motorizadas".



A demanda por motores aumenta muito e logo ele fica sem
mercadoria.
Decide então montar uma fábrica para essa novíssima
invenção. Como não tem
capital, resolve pedir ajuda para mais de quinze mil
lojas espalhadas pelo país. Como a idéia é boa,
consegue apoio de mais ou
menos cinco mil lojas, que lhe adiantam o capital
necessário para a
indústria.
Encurtando a história: hoje a Honda Corporation é um
dos maiores
impérios da indústria da automobilística japonesa,
conhecida e
respeitada
no mundo inteiro. Tudo porque o Sr. Soichiro Honda,
seu fundador, não se deixou abater pelos terríveis
obstáculos que
encontrou
pela frente.


Portanto, se você, como infelizmente tem acontecido com
muitas
pessoas, adquiriu a mania de viver reclamando, PARE com
isso! Vá em frente.
SEMPRE.

(Autor desconhecido)

Conheça a grandeza de Deus!


Voce tem valor!

http://www.micro.magnet.fsu.edu/primer/java/scienceopticsu/powersof10/index.html
copie esse esse endereço e cole na barra de acesso a internet e veja a Grandeza de Deus.

Ozéas de Oliveira

Isso nós já sabíamos: O Oração da Fé savará o doente.

clique sobre a materia para vê-la ampliada

Estadisticas y contadores web gratis
Manuales Oposiciones
:: www.pibp.com.br ::